Jornais e Revistas

Da porteira para fora (13p) – Jornal Tribuna Liberal – 27/08/2017 (Comunismo!)

Você é político?

Estamos em 1922 e fazendo algumas comparações. Na semana passada iniciamos uma abordagem sobre o comunismo e seus reflexos por aqui, seus pontos positivos e negativos. Objetivo: colocar a atenção do povo brasileiro na história e o fazendo evitar cometer os mesmos erros. Precisamos encontrar um melhor caminho para 2018 de sorte que sejamos felizes, afinal, merecemos! E o momento especial é agora. Por quê? Porque há espaço para discutir reformas políticas, fiscal, etc.

Nesta época o que ocorria na URSS?

Vladimir Ilyich Ulyanov (Lenin)

O Sr. Lenin se instala no poder em 30 de dezembro de 1922, no entanto, ele participou da Revolução Russa – 1917 e já estava claro que o proletariado governaria a URSS, a demora até dezembro de 1922 deveu-se a guerra civil. Vale lembrar que Karl Marx o inventor do comunismo o pregava numa sociedade desenvolvida e não em países atrasados como a URSS à época.

O que ocorria no Brasil em 22?

Em 1922 no Brasil entre 11 de fevereiro a 18 de fevereiro é realizada em São Paulo a Semana da Arte Moderna, esta semana foi de grande importância – mote: “Vamos conhecer o Brasil”. Dúvida de o Dr. Zero Cost: Será que conhecemos? O grito do modernismo, tratou-se de um amadurecimento da crítica contra erros cometidos na política brasileira, e o Sr. Oswald de Andrade sentenciou: “Tupi or not Tupi”. O propósito da semana da arte moderna era: temos nossa própria cultura, ou seja, agora vamos incorporar a do estrangeiro e remodelar a nossa. Note, a ideia não era copiar. Um pouco daquilo que é a antropofagia do índio, o índio vence a luta contra seu opositor aí literalmente o devora e incorpora todas suas virtudes, e se torna ainda mais forte, uma versão antiga de Highlander – O Guerreiro Imortal (Gregory Widen).

Artur Bernardes

Nosso novo presidente é um civil eleito em eleição presidencial direta em primeiro de março de 1922 o sr. Artur Bernardes (naquela época a eleição era em março e a posse em novembro do mesmo ano). O Sr. Artur Bernardes estudou no Colégio do Caraça, passeio fortemente recomendado pelo Dr Zero Cost nos dias de hoje (2017) e visita obrigatória ao Museu Inhotim (um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e considerado o maior centro de arte ao ar livre da América Latina).

A situação na Terra Brasilis neste período era muito diferente daquilo que ocorria na URSS, todavia, o sr. Artur Bernardes – Presidente do Brasil, enfrentou oposição por parte da baixa oficialidade militar, e também o movimento operário que se fortalecia novamente, copiando os russos em 25 de março de 1922 temos a fundação do Partido Comunista Brasileiro na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro.

E a mão de obra na década de 1930?

A categoria trabalhador vinha em formação no Brasil, há pouco saíamos de um regime escravagista, mas até aí praticar barbáries contra a burguesia há um grande fosso. De qualquer maneira é justo lutar pela melhoria das condições de trabalho, principalmente naquela época. Reconheçamos que nas décadas de 1920 e 1930 as condições de trabalho eram muito piores do que as de hoje, e a legislação trabalhista da década de 1930 trouxe algum conforto. O capital se acumulou centrado nas variáveis: baixas remunerações e péssimas condições trabalhistas, e não no incremento da produtividade. Um erro! O tema produtividade deverá estar na agenda do próximo presidente – 2018, pois, sem parâmetros que nos iguale ao mundo desenvolvido vamos regredir ainda mais. O Dr Zero Cost espera que o povo brasileiro coloque na agenda dos candidatos de 2018 qual é o plano de ação para o tópico: Produtividade.

E os comunistas na Terra Brasilis?

Em abril de 1925, o tenentismo reorganizou-se formando a Coluna Paulista, liderada pelo major Miguel Costa, e a Coluna Gaúcha, liderada pelo capitão Luís Carlos Prestes (lembrando que o Sr. Artur Bernardes foi presidente entre 1922 e 1926, ou seja, durante a Coluna Prestes-Miguel Costa, não confundir esse movimento com a Intentona Comunista ocorrida em 1935 contra o sr. Vargas). Essa coluna percorreu cerca de vinte e cinco mil quilômetros no território nacional (a Grande marcha de Mao Tsé-tung percorreu 11.000km na China, ou seja, esse pessoal circulou, e não havia a CVC), esse time da Coluna Prestes-Miguel  Costa contava no máximo com mil militares e teve seu fim em fevereiro de 1927, todavia reconheçamos que foi uma pedra no sapato das oligarquias dominantes.

Mao Tsé-Tung

Caminhando um pouco à frente na trajetória do comunismo, a China comunista de o Sr. Mao Tsé-Tung (1949 – 1976 / “Era Mao”) fervoroso defensor da filosofia de o sr. Lenin (1917 – 1924) não compartilhava de as novas tendências comunistas impostas ou defendidas pelo sr. Nikita Khrushchov (1953 – 1964).

Os chineses faziam críticas severas à nova política russa, e quando o mundo viu ruir a URSS em 1991, para os chineses esse desmonte deveria ter ocorrido nos anos 60.  Um fato importante sobre o comunismo chinês foi que ele venceu em 1949 na era de o sr. Nikita Khrushchov, e como o sr. Mao não compartilhava da nova filosofia comunista, venceu sem a ajuda dos russos, ou seja, sem dever favores, e esta independência do Kremlin se arrasta até hoje (2017).

Portanto, o que é bom para a Rússia, não necessariamente é bom para a China. Em outras palavras o Brasil pode gerar acordos com a China sem envolver a Rússia, e vice-versa, e é isto que ocorre atualmente.

Os EUA poderão usar sua política de Guerra Preventiva na Coreia do Norte?

Essa pegada, essa independência já não ocorre, por exemplo, entre EUA e Coreia do Norte, o sr. Donald Trump não poderá jogar suas bombas sobre a Coreia do Norte, sem uma permissão da China. Lembremos que em 1972 o sr. Richard Nixon apertou por diversas vezes a mão de o sr. Mao Tsé-tung e abriu uma porta para conversações e desde então, esta porta está aberta, no entanto, a China também apoiou a Coreia do Norte em algumas oportunidades, por exemplo, na guerra das Coreias entre 1950 e 1953 – Os EUA na mesma guerra apoiaram a Coreia do Sul, e mais, a China continua sendo importante parceira comercial da Coreia do Norte até hoje (2017). A China é o tendão de Aquiles neste jogo de titãs.

Sim, e a gripe da época?

É preciso lembrar do vírus Influenza A e sua variação a H1N1 que em 1918 – 1919 dizimou milhões de pessoas na Europa e também fez vítimas no Brasil. Esta gripe mais conhecida como Gripe Espanhola pegou o mundo em guerra, a I Guerra Mundial 28 de julho de 1914 – 11 de novembro de 1918, esta gripe teve seu período de virulência em 1918 – 1919.

Calcula-se que 80% das mortes conferidas ao exército dos EUA sejam atribuídas a Gripe. A peste foi um golpe forte na humanidade, não se sabe ao certo quantos pessoas perderam a vida neste episódio, mas calcula-se algo acima de 30 milhões de pessoas. Tratou- se de uma pandemia  [pan = tudo/ todo(s)] +  [demos = povo] é uma epidemia infecciosa que se espalha por uma grande região geográfica, incluindo muito mais que um único país, ou um continente.

E, no Brasil quem se foi com a H1N1? Perdemos a sra. Anália Franco e quem mais?

(Continua na próxima semana)

(Leia o artigo anterior)


Você também pode ler essa coluna diretamente no Jornal Tribuna Liberal, clicando aqui.

Dr Zero Cost

Dr Zero Cost por Ailton Vendramini, perfil realizador com formação na área de Engenharia, tendo trabalhado no Brasil, e no exterior. Atualmente acionista em algumas empresas, e foco no suporte & consultoria para lojistas, pequenas e médias empresas.

Comente

Comente

Categorias

Arquivo

veccon

vero